Pesquisar neste blog:

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Já vai tarde


Já imaginou o mundo sem Festim DiabólicoJanela IndiscretaUm Corpo Que Cai  e Psicose? E sem Os Bons Companheiros, Os Infiltrados, Ilha do Medo e A Invenção de Hugo Cabret? Ou, ainda, sem Jurassic Park, A Lista de Schindler, A.I. Inteligência Artificial e Munique???

Pois assim seria o mundo se Alfred Hitchcock, Martin Scorsese e Steven Spielberg fossem tão inteligentes, sofisticados e talentosos quanto Quentin Tarantino.

(nível máximo de ironia, ok?)

É chover no molhado dizer o quanto não gosto do Tarantino, sobretudo de seu egocentrismo, mas a última mediocridade que saiu da boca dele beira o absurdo e deve revoltar qualquer um que goste de cinema. Em entrevista à Playboy ele deu dicas sobre sua aposentadoria:

"Não quero ser um cineasta da terceira idade. Quero parar quando chegar a hora. Os diretores não ficam melhores quando ficam mais velhos. Normalmente, os piores filmes de seus currículos são os quatro últimos. Eu zelo muito pela minha filmografia. Sei que uma produção ruim irá estragar três filmes bons." (...) "Seria bom parar em 10. Já fiz sete. Se houvesse uma história nova, até poderia voltar, mas seria satisfatório terminar tudo com 10 filmes."

Aposenta logo, cara, principalmente de entrevistas e aparições em público.


Nenhum comentário:

Postar um comentário